Alucinógenos pode curar depressão e TOC, diz estudo

Estava lendo agora a Scientific American de novembro/18 e vi uma reportagem muito interessante contando sobre uma pesquisa realizada na John Hopkins University School of Medicine com alucinógenos.

Eles davam para cada participante do estudo 2 cápsulas contendo altas doses depsilocibina, principal componente dos “cogumelos mágicos”, que produzem alterações de humor e percepção.

Depois disso, o participante ficava relaxado num sofá, usando tapa-olhos e fones de ouvido transmitindo música clássica selecionada. Após cessar o efeito da psilocibina, cada um respondia uma série de perguntas num questionário.

A conclusão disso tudo, após relatar a experiência de 36 pessoas, foi que o alucinógeno pode melhorar o bem-estar, ansiedade e até curar depressão e TOC (transtorno obcessivo-compulsivo). Muitos descreveram que tiveram uma “experiência mística e espiritual que nunca tiveram em toda vida” após a ingestão de psilocibina e que a vida mudou depois disso: “Parece que a experiência levou a uma aceleração do meu desdobramento ou desenvolvimento espiritual”, relatou uma das participantes. “Lampejos de introspecção ainda ocorrem… sou muito mais amorosa – compensando as feridas que causei no passado…Sou cada vez naus caoaz de percever as pessoas como tendo a luz do divino fluindo por elas”

A psilocibina é um alucinógeno clássico, nessa mesma classe temos outras substâncias como mescalina, DMT e LSD. Essas drogas agem nos receptores serotoninérgicos.

alucinógenos podem curar doenças como depressão e TOC, diz estudo

Vale lembrar que há cerca de 40 anos não eram feitas pesquisas com esse tipo de substância devido aos riscos que podem causar. Nessa recente pesquisa, utilizaram um ambiente apropriado, com psiquiatra a disposição e uma preparação de 8 horas com psicólogo. Os alucinógenos podem, ás vezes, induzir à ansiedade, paranoia ou pânico que, em ambientes sem supervisão, podem produzir ferimentos acidentais ou até mesmo suicídio.

Acheimuito interessante a pesquisa, pode ter como alvo pacientes com câncerterminal, transtorno de estresse pós-traumáico..

Você pode conferir mais detalhes no link: https://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/alucinogenos_que_podem_curar.html


Oi povo! Tudo bem com vocês?

Estou aqui pensando em algum post pra vocês, estava lendo umas revistinhas com muitas novidades saudáveis, mas ao mesmo tempo estou sem inspiração pra escrever nesse findi semana!

Além de estar num clima de “final de férias” estou planejando tudo o que tenho que fazer a partir de amanhã pra organizar o retorno às aulas que será só no ano que vem.

Porque todos sabem que depois o tempo diminui muito para resolver coisas superbásicas como fazer bainha de calças, arrumar o guarda-roupas, etc. Ah.. também tenho que comprar meu “material escolar”. Parece que nesse aspecto não cresci muito, pois amo ir nas lojas de material escolar e fazer a festa! hehehe! Sou super desorganizada, mas na hora dos estudos gosto de deixar tudo bem feito e de um jeito 100% bom para estudar. Quando comprar as minhas coisas mostro aqui pra vocês e de que forma gosto de usar!

Talvez muitas dessas coisas eu deixe pra primeira semana de aulas…
Vou tentar aproveitar essa semana e ver algumas amigas, ir no cinema, shopping.. mas sem deixar vocês sem posts, viu? hehehe! O blog está crescendo, estou muito feliz que estejam gostando e por isso me sinto cada vez mais responsável por fazer daqui um lugar bem bom
Um bom domingo à todos, vou lá fazer uma pipoca doce (espero que a receita funcione, pq não é muito fácil pra mim) e aproveitar o resto do dia!
Receita da Pipoca doce: 4colheres de sopa de óleo, 4colheres de sopa de água, 3colheres de sopa de açucar, 1 colher de sopa de achocolatado, 5 ou 6 colheres de sopa de milho p/ pipoca. Vai demorar para começar a estourar, o ideal é fazer em fogo médio para não queimar…

Ainda não acertei o ponto, pois a última vez que fiz elas “cozinharam”muito e ficaram duras.

UPDATE: A pipoca ficou melhor do que da outra vez, coloquei mais óleo e só um pouquinho de água e o fogo médio-alto!

Beijos


Dicas para estudar a noite

Olha, o que posso falar é das minhas experiências com cafeína para ficar acordado a noite toda estudando: você até pode ficar acordado, mas chega um ponto que você fica com tanta taquicardia que não consegue prestar atenção em nada.

Ou seja, não adianta! Você pode ficar acordado mas não consegue estudar, e ainda começa a ficar ansioso!

Para quem gosta (ou precisa) estudar na madrugada o negócio (para as pessoas saudáveis) é tomar uma quantidade que apenas te desperte, aí com a “atenção” no estudo você fica acordado por mais algum tempo.

Também pode fazer um lanche, não muito pesado. Ou também convidar um colega para estudar, contanto que o colega não esteja com sono né. Mas isso é assunto para outro post sobre estudos que pretendo fazer em breve…

E para quem toma energético em balada, sinceramente, não vejo utilidade. Primeiro porque quando você vai pra uma festa teoricamente você não está com SONO, pode até estar cansado, mas quem tem SONO vai dormir, né? Ehehehe!!